O que são análises microbiológicas?

Análises microbiológicas são um conjunto de procedimentos e técnicas laboratoriais com o objetivo de isolamento, identificação e quantificação de microrganismos, como bactérias, fungos e vírus.  Essas análises têm aplicação em diversas áreas, incluindo saúde, indústria alimentícia, meio ambiente e controle de qualidade, possibilitando a mensuração da qualidade microbiológica de alimentos, água, efluentes, produtos farmacêuticos e outros materiais, além de serem fundamentais  na pesquisa científica para estudar a biologia, genética e fisiologia dos microrganismos.

Quais amostras podem ser analisadas? Essa é uma pergunta bem comum. Bom, a resposta é: muitas, como pode ver a seguir.

Tipos de amostras

Há uma ampla variedade de amostras que podem ser utilizadas nas análises microbiológicas abrangendo diferentes setores:

Amostras biológicas

Envolvem material de origem humana como: sangue, urina, secreções e fluidos corporais.

Amostras de alimentos

Tem como origem: carnes e produtos cárneos, produtos lácteos, produtos de panificação, frutas, vegetais e produtos processados.

Amostras de ambientais

Constitui-se de amostras de água potável, água de superfície (rios, lagos, oceanos) e água residual (esgoto), solo, ar e sedimentos.

Amostras Industriais

Possuem amostras de produtos químicos, produtos cosméticos, produtos de higiene pessoal e medicamentos.

Certo, mas como essas amostras são analisadas? Vamos ver algumas opções!

Técnicas e Métodos Utilizados

As técnicas e métodos utilizados em análises microbiológicas abrangem uma variedade de abordagens, desde as tradicionais até as mais avançadas. Essas técnicas e métodos podem ser classificados em diversas categorias, dependendo do objetivo, do princípio, da sensibilidade, da rapidez e da complexidade da análise. A escolha da técnica depende do tipo de amostra, do microrganismo alvo e dos objetivos específicos da análise. 

Por exemplo, um dos mais antigos e principais métodos que, inclusive, realizamos na Protos, é a cultura de microrganismos que consiste em semear a amostra em meios de cultura apropriados para promover o crescimento de microrganismos. A observação das colônias resultantes permite a identificação e contagem de microrganismos.

Há também métodos indiretos para contagem de microrganismos viáveis, que fundamentam-se na mensuração de parâmetros físicos, químicos ou biológicos associados ao desenvolvimento ou à atividade dos microrganismos, como a turbidez, a acidez, a liberação de gás, a diminuição de corantes, a bioluminescência, entre outros.

Quem faz esse serviço?

Agora, se você está se perguntando quem faz esse trabalho todo, a resposta é simples: nós, da Protos! Entre em contato para obter mais informações!

Mas e aí, curtiu? Caso queira conhecer melhor os serviços oferecidos pela Protos, poderá encontrar mais informações neste link.

Referências

  • SALVATOR, Rosângela Uhrig et al. LABORATÓRIO DE MICROBIOLOGIA: normas gerais, instruções de trabalho e procedimentos operacionais padrões (pop). Lajeado: Univates, 2013. 73 p. Disponível em: https://www.univates.br/media/editora/ebooks/microbiologia_e_book.pdf. Acesso em: 28 nov. 2023.
  • VIEIRA, Darlene Ana de Paula; FERNANDES, Nayara Cláudia de Assunção Queiroz. Microbiologia Aplicada. Inhumas: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás, 2012. 90 p. Disponível em: https://www.ufsm.br/app/uploads/sites/413/2018/12/04_microbiologia_aplicada.pdf. Acesso em: 28 nov. 2023.